Outro VLCC em São Sebastião

Está previsto para atracar em São Sebastião amanhã a 05:30h no P1 do Tebar operado pela Transpetro (Petrobras), o navio VLCC Astro Chorus em sua primeira escala em São Sebastião.

É o segundo VLCC a escalar São Sebastião em menos de uma semana. O outro navio foi o Millenium no dia 07/04/2014.

Pertence ao armador grego Maran Tankers Management Inc. – Atenas, Grécia (Anangel Shipping Enterprises S.A. – Atenas, Grécia).

Astro Chorus - Reprodução

Possui 332 m de comprimento, 58 m de boca, 22,42 m de calado, porte bruto de 305.704 t e capacidade liquida para transportar até 340.640 m³ ou 2.142.557 barris.

 

Foto: Christian Bråthen – Shipspotting.com

Dragão do Mar será entregue à Transpetro nesta segunda-feira

O navio petroleiro Dragão do Mar será entregue à Transpetro na próxima segunda-feira 14/04/2014. O navio foi lançado ao mar dia 23/08/2013.

A cerimônia de entrega chegou a ser adiado pela Transpetro para quarta-feira 16/04/2014. Mas o cerimonial da presidente Dilma Rousseff, que virá para a entrega do navio, confirmou ontem a data inicial.

É o terceiro de uma classe de dez navios, construídos pelo estaleiro Estaleiro Atlântico Sul SA (EAS) – Suape – Ipojuca, PE. Os dois primeiros navios da classe: João Cândido e Zumbi dos Palmares, já estão em operação.

O próximo navio da classe a ser entregue será o Henrique Dias, que aguarda a saída do Dragão do Mar para entrar na fase final de testes. Em breve, será lançado ao mar (fase onde são identificados possíveis problemas e realizados os ajustes necessários). A previsão é de que a entrega seja realizada em junho deste ano.

 

IMO Nome do Navio Construção Gross DWT
9453315 JOÃO CANDIDO 2012 81,429 157,055
9453810 ZUMBI DOS PALMARES 2013 81,429 157,055
9453822 DRAGÃO DO MAR 2014 81,429 157,055
9453834 HENRIQUE DIAS 2014 81,324 157,055
9453846 ATLANTICO SUL EAS-C-005 2014 81,324 157,055
9453858 ATLANTICO SUL EAS-C-006 2014 81,324 157,055
9453860 ATLANTICO SUL EAS-C-007 2014 81,324 157,055
9453872 ATLANTICO SUL EAS-C-008 2015 81,324 157,055
9453884 ATLANTICO SUL EAS-C-009 2015 81,324 157,055
9453896 ATLANTICO SUL EAS-C-010 2015 81,324 157,055

 

Dados do navio:

 

Nome: Dragão do Mar

IMO: 9453822

Indicativo: PYYA

Ano de Construção: 2014

Construtor: Estaleiro Atlântico Sul SA (EAS) – Suape – Ipojuca, PE – Brasil

Armador: Petrobras Transporte SA (TRANSPETRO) – Fronape – Rio de Janeiro, RJ -Brasil (Petróleo Brasileiro SA (PETROBRAS) – Rio de Janeiro, RJ – Brasil)

Comprimento: 274,20 m

Boca: 48 m

Calado: 17 m

Arqueação Bruta (Gross): 81.429 t

Porte Bruto (DWT): 157.055 t

Capacidade: 173.000 m³ (Líquido) ou 1.088.119 Barris

Porto de Registro: Rio de Janeiro

Bandeira: Brasil Bandeira do Brasil

 

Foto: Petrobras – Reprodução

Fonte: Diário de Pernambuco

Adaptação de texto: Henrique Ferrinho

VLCC em São Sebastião

Está previsto para atracar em São Sebastião amanhã às 03:30h no P1 do Tebar operado pela Transpetro (Petrobras), o navio VLCC Millenium em sua primeira escala em São Sebastião.

O Porto de São Sebastião volta a receber um navio desse tipo depois de um pouco mais de nove meses. A última vez que um VLCC esteve em São Sebastião, foi o navio Olympic Legend em 25/06/2013 fundeado no CN1.

Pertence ao armador sul-coreano Hyundai Ocean Service Co Ltd – Busan, Coréia do Sul e operado pelo armador grego Tsakos Columbia Shipmanagement (TCM) SA – Atenas, Grécia (Tsakos Shipping & Trading SA – Atenas, Grécia).

Millennium - Reprodução

Possui 331 m de comprimento, 58 m de boca, 22,22 m de calado, porte bruto de 301.171 t e capacidade liquida para transportar até 345.563 m³ ou 2.173.489 barris.

 

Foto: mgklingsick@aol.comMarineTraffic

Irmã Dulce é lançado ao mar

A Transpetro lançou ao mar ontem 28/02/2014, o navio petroleiro Irmã Dulce. O navio é a décima embarcação do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) a atingir essa fase em um prazo de quatro anos.

O navio foi transferido ao cais do estaleiro, onde passará por acabamentos antes da entrega à Companhia para o início das operações. Logo depois do lançamento do petroleiro, foi realizado o batimento de quilha do terceiro navio da série de quatro panamax encomendados pelo Promef.

O Irmã Dulce é o segundo de uma série de quatro petroleiros do tipo panamax que serão batizados em homenagem a mulheres que ajudaram a construir a História do Brasil. O primeiro foi o Anita Garibaldi, que está na fase de acabamentos no mesmo estaleiro. Utilizados para o transporte de petróleo e derivados escuros.

Das dez embarcações do Promef lançadas ao mar, sete já foram entregues à Transpetro: os navios de produtos Celso Furtado, Sérgio Buarque de Holanda, Rômulo Almeida e José Alencar e os suezmax João Cândido, Zumbi dos Palmares e Dragão do Mar. Desse total, seis estão em operação. O Dragão do Mar fará a sua primeira viagem ainda neste primeiro trimestre.

 

Dados do Navio:

 

Nome: Irmã Dulce

IMO: 9548691

Ano de Construção: 2014

Construtor: Estaleiro Mauá S.A. – Niterói, RJ – Brasil

Armador: Petróleo Brasileiro SA (PETROBRAS) – Rio de Janeiro, RJ – Brasil (Petrobras Transporte SA (TRANSPETRO) – Fronape – Rio de Janeiro, RJ – Brasil)

Comprimento: 228 m

Boca: 40 m

Calado: 12 m

Arqueação Bruta (Gross): 45.100 t

Porte Bruto (DWT): 72.900 t

Capacidade: 85.000 m³ (Líquido) ou 534.633 Barris

Porto de Registro: Rio de Janeiro

Bandeira: Brasil Bandeira do Brasil

 

Fonte: PETROBRAS – Reprodução

Canta

Segue imagem do navio tanque/petroleiro Canta (ex-Cantagalo) abicado em Gadani (Paquistão) para demolição em 01/10/2013.

Pertenceu a classe 39 da Petrobrás construído pela EMAQ, um aprimoramento da classe anterior a 38, e foi o último para o desmanche, sendo extinto esta classe.

Navios que pertenceram a esta classe:

 

IMO 8113437 – Carangola

IMO 8113449 – Cantagalo

IMO 8113451 – Candiota

 

Canta (ex-Cantagalo)

 

O motivo de sua demolição precocemente, foi devido a novas regras do IMO (International Maritime Organization), onde foi banido os navios petroleiros de casco simples.

Posteriormente, foi vendido para desmanche no valor de US$ 2.942.275,00 para Shipbreakers Paquistaneses, cujas características denominadas abaixo:

 

Nome: Canta

IMO: 8113449

Indicativo: 5IM237

Ano de Construção: 1990

Construtor: Engenharia e Maquinas S.A. (EMAQ) – Rio de Janeiro, RJ – Brasil

Operador: Exim Inc. – Brownsville, TX – Estados Unidos

Comprimento: 160,92 m

Boca: 26 m

Calado: 8,42 m

Arqueação Bruta (Gross): 13.322 t

Porte Bruto (DWT): 18.836 t

Capacidade: 21.061 m³ (Líquido) ou 132.467 Barris

Porto de Registro: Zanzibar

Bandeira: Tanzânia Bandeira da Tanzânia

Antigo Nome: Cantagalo (07/2013)

 

Foto: primedude – Shipspotting.com

Mais um navio da "classe C" da Petrobras indo para demolição

Recentemente recebemos a triste notícia que mais um navio mercante brasileiro foi para demolição.

Desta vez foi o navio tanque Carangola da Petrobrás. Construído em 1989 pela EMAQ no Rio de Janeiro, o navio da Petrobrás tinha minha frequência em Santos até 07/10/2011, quando fez sua última escala e em São Sebastião em 01/01/2012.

O navio foi alterado seu nome para Caran e bandeira da Tanzânia com indicativo 5IM245. Seu destino para demolição foi em Gadani (Paquistão). Os seu irmãos da classe Carioca, Caravelas, Candiota e Camocim já haviam sido demolidos no mesmo local. O seu outro irmão Cantagalo, também poderá muito provavelmente sofrer o mesmo destino.

Carangola

Nome: Carangola

IMO: 8113437

Indicativo: PPYA

Ano de Construção: 1989

Construtor: EISA Estaleiro Ilha S.A. – Rio de Janeiro, RJ – Brasil

Armador: Petrobras Transporte SA (TRANSPETRO) – Fronape – Rio de Janeiro, Brasil (Petróleo Brasileiro SA (PETROBRAS) – Rio de Janeiro, RJ – Brasil)

Comprimento: 160,90 m

Boca: 26 m

Calado: 8,40 m

Arqueação Bruta (Gross): 13.322 t

Porte Bruto (DWT): 18.823 t

Capacidade: 20.640 m² (Líquido) ou 129.819 Barris

Porto de Registro: Rio de Janeiro

Bandeira: Brasil Bandeira do Brasil

 

Foto: Rafael Ferreira Viva