Reppublica Di Roma sofre incêndio a bordo

O navio RO/RO Repubblica Di Roma, sofreu um incêndio a bordo no dia 10/04/2014 por volta das 15h hora local e 12h pelo horário de Brasília, quando estava fundeado a 2,46 milhas náuticas de Lomé (Togo). As imagens foram enviadas por um tripulante não identificado no site Vessel Finder.

No momento do incêndio, estavam com 11 tripulantes a bordo. Toda a tripulação foi evacuada do navio e resgatado pelo rebocador African Princess 4 que estava próximo ao local. Ninguém ficou ferido.

Procedente de Cotonou (Benin), aguardava liberação para atracar em Lomé. Atualmente, o navio faz rota entre a Europa e a Costa Oeste da África.

As causas do incêndio e os danos causados ao navio ainda são desconhecidas.

 

Navio em Santos

 

38206

O navio era frequente em Santos entre 1998 a 2002 e 2005 a 2006. Sua última escala foi em 04/04/2006.

 

Dados do navio:

 

Nome: Repubblica Di Roma

IMO: 9009504

Indicativo: ICRR

Ano de Construção: 1992

Construtor: Fincantieri-Cant. Nav. Italiani S.p.A. – Castellammare di Stabia, NA – Itália

Armador: Industria Armamento Meridionale S.p.A. (INARME) – Nápoles, NA – Itália

Operador: Grimaldi Group – Nápoles, NA – Itália

Comprimento: 216,12 m

Boca: 30,40 m

Calado: 9,39 m

Arqueação Bruta (Gross): 42.001 t

Porte Bruto (DWT): 19.287 t

Capacidade: 890 Teus; 2.000 Veículos ou 12 Passageiros

Porto de Registro: Palermo

Bandeira: Itália Bandeira da Itália

 

Fotos:

Vessel Finder

Rafael Ferreira Viva – Shipspotting.com

 

Fonte: Vessel Finder

Condutor de moto aquática, morre após colidir com lancha no Porto de Santos

Uma moto aquática, colidiu com a lancha Fabiana XXVII no Porto de Santos por volta das 15:45h de hoje. O acidente ocorreu na altura dos armazéns 32 e 33.

O condutor da moto aquática “Huck”, Renato Salvino, de 36 anos, conhecido também como Renato Gardenal morreu no local. Nenhuma pessoa que estava a bordo da Fabiana XXVII se feriu.

Segundo informações da Guarda Portuária, a moto aquática estava em alta velocidade e acabou colidindo com uma lancha que seguia em direção contrária e não conseguiu desviar.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima era um advogado de São Paulo que aproveitava o fim de semana na região.

Ainda segundo a polícia, cinco motos aquáticas passavam perto da lancha no momento do acidente. A vítima chegou a ser socorrida pelos ocupantes de um outro barco que passava pelo local, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo antes de ser levado para o hospital.

Em nota, a CPSP – Capitania dos Portos de São Paulo instaurou o Inquérito sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN). O prazo de conclusão é de até 90 dias e apurará as causas determinantes do acidente, bem como os possíveis responsáveis.

 

Foto: Mariane Rossi – G1 Santos

Adaptação de texto: Henrique Ferrinho

Fonte: G1 Santos

Colisão entre navios deixa nove tripulantes desaparecidos

Dois navios se chocaram na baía de Tóquio, na altura de Tateyama na madrugada desta terça-feira 18/03/2014 por volta das 03:10h hora local e 15:10h do dia 17/03/2014 pelo horário de Brasília.

 

1894628   1604372

Beagle III em Kimitsu, Japão                 Pegasus Prime em Busan, Coréia do Sul

 

O navio carga geral Beagle III estava carregado com bobinas de aço procedente de Yokohama e seguia com destino a Kōbe, quando se chocou com o navio porta-contâiner Pegasus Prime procedente de Busan, Coréia do Sul e seguia com destino a Tóquio. Com a colisão, o Beagle III acabou afundando por volta das 03:52h e o Pegasus Prime sofreu grandes danos em sua proa.

Também foi confirmada uma quantidade desconhecida de derramamento de óleo do Beagle III.

O Beagle III estava com 20 tripulantes todos chineses, sendo 11 tripulantes foram resgatados e nove estão desaparecidos. O Pegasus Prime estava com 14 tripulantes, sendo que todos saíram ilesos.

A Guarda Costeira Japonesa (JCG) está à procura dos tripulantes desaparecidos do Beagle III. Um helicóptero e um navio patrulha estão auxiliando nas buscas.

 

Dados do navio:

 

Nome: Beagle III

IMO: 9478353

Indicativo: 3EWY4

Ano de Construção: 2009

Construtor: Murakami Hide Zosen K.K. – Imabari, Japão

Armador: Well Shipmanagement & Maritime Consultant Co Ltd – Taipé, Taiwan (Wisdom Marine Lines SA – Taipei, Taiwan)

Operador: Eastern Car Liner Ltd (ECL) – Tóquio, Japão

Comprimento: 129,90 m

Boca: 23 m

Calado: 9,58 m

Arqueação Bruta (Gross): 12.630 t

Porte Bruto (DWT): 17.220 t

Capacidade: 27.437 m³ (Grão)

Porto de Registro: Panamá

Bandeira: Panamá Bandeira do Panamá

 

Nome: Pegasus Prime

IMO: 9283162

Indicativo: DSQG5

Ano de Construção: 2004

Construtor: Dae Sun Shipbuilding & Engineering Co Ltd – Busan, Coréia do Sul

Armador: Nam Sung Shipping Co Ltd – Seul, Coréia do Sul

Operador: Dong Young Shipping Co Ltd – Seul, Coréia do Sul

Comprimento: 127,30 m

Boca: 20 m

Calado: 7,61 m

Arqueação Bruta (Gross): 7.406 t

Porte Bruto (DWT): 9.618 t

Capacidade: 710 Teus (100 reefers)

Porto de Registro: Jeju

Bandeira: Coréia do Sul Bandeira da Coreia do Sul

Antigo Nome: China Star (10/2010)

 

Beagle III em Santos

 

O Beagle III escalou Santos em 2009 quando atracou no armazém 16/17 da Rumo Logística. O navio fundeou em 28/10/2009 por volta das 09h, sua atracação ocorreu dia 02/12/2009 por volta das 01:30h e suspendeu dia 06/12/2009 por volta das 22:30h.

 

Fotos:

Beagle III: akihiro – Shipspotting.com

Pegasus Prime: Iappino – Shipspotting.com

 

Fonte: Lloyd’s List Intelligence

LS-03 sofre pane durante queda de raio

Um raio caiu próximo a lancha Guará (LS-03), que realiza a travessia de passageiros entre Santos e Guarujá (Vicente de Carvalho), durante o temporal da tarde de hoje em Santos, fazendo com que parasse de funcionar.

Segundo a Dersa, o fato ocorreu por volta das 14:40h. O raio caiu na região portuária, afetando a embarcação onde no momento do acidente transportava 42 passageiros. Ninguém ficou ferido.

Logo após a queda do raio, um dos motores da LS-03 parou de funcionar e foi rebocada até o lado de Santos, para o desembarque dos passageiros. Depois, foi levada para o lado de Vicente de Carvalho.

A LS-03 passará por uma averiguação técnica, já que está na garantia. Por enquanto, outras quatro embarcações permanecerão realizando as operações.

A LS-03 entrou em operação em janeiro/2014 e possui capacidade para transportar até 370 passageiros.

 

Foto: Carlos Nogueira

Fonte: A Tribuna On-Line

MSC Magnifica sofre incidente em Santos

MSC Magnifica - Cabo preso em hélice

O navio de passageiros MSC Magnifica sofreu um incidente no último domingo dia 09/03/2014 quando preparava-se para suspender de Santos.

Tudo começou por volta das 17:30h na manobra de desatracação, quando o cabo de amarração de atracação da popa prendeu em sua hélice, causando um enrosco.

Mergulhadores foram acionados e a água suja prejudicou os trabalhos de desenrosco. O navio teve duas manobras dispensadas às 18:30h e às 21h. A manobra somente foi iniciada e efetivada na madrugada do dia 10/03/2014 por volta das 03:30h, passando pela Ponta da Praia às 04h.

O navio que seguiria para Punta del Este, Uruguai seu primeiro ponto de parada foi cancelada devido ao atraso, seguindo para Buenos Aires com ETA para o dia 12/03/2014.

Anteriormente, o navio sofreu outro incidente na Grécia, quando estava a caminho do Brasil para realizar a temporada de cruzeiros na América do Sul.

Leia a matéria na íntegra, clicando na foto abaixo:

 

Fotos:

Andre D.:  Viver em Santos – Facebook

MSC Magnifica: Henrique Ferrinho

 

Fontes:

Santos Shiplovers e A Tribuna On-Line

Balsa da Dersa atinge embarcação em manobra em Santos

Uma balsa operada pela Dersa atingiu uma embarcação na tarde de ontem 28/02/2014, em Santos. A colisão ocorreu durante uma manobra quando o outro barco atracava no atracadouro ao lado da balsa. Nenhuma das duas embarcações sofreu danos mais graves, ninguém ficou ferido.

Ambas fazem a travessia de passageiros entre Santos e Guarujá.

Segundo informações da Dersa, o motivo do acidente foi a maré alta que acabou dificultando o momento da balsa atracar. O condutor da balsa continuou a manobra e levou a embarcação até o atracadouro logo em seguida.

 

Foto: TV Tribuna – Reprodução

Fonte: G1 Santos

Incidente envolvendo o navio Svendborg Maersk

O navio porta-contâiner Svendborg Maersk sofreu um incidente no último dia 14/02/2014.  O incidente ocorreu em Ushant a 60 milhas náuticas de Brest, quando suspendeu de Roterdã, Países Baixos em direção a Kobe, Japão.

 

1979548

Svendborg Maersk passando por Hoek van Holland, Países Baixos em 12/02/2014

 

O navio enfrentou uma grande tempestade, com ondas subindo de seis a sete metros chegando a inclinar o navio em 45 graus. Às 17:08h hora local, já haviam perdido 50 contêineres. Vários contêineres já haviam afundado ao redor das 17:35h e um aviso urgente aos Navegantes foi emitido pela prefeitura marítima do Atlântico.

No dia 16/02, após recebido do Corsen Rescue Centre, às 11:30 UTC: o navio retomou viagem a Algeciras, Espanha. A guarda costeira estava fazendo arranjos para fixar os recipientes que foram perdidos do navio.

Dia 17/02, o navio atracou em Málaga, Espanha por volta das 16:40h.

 

1979527

Svendborg Maersk atracado em Málaga em 18/02/2014, após o incidente

 

Pelo menos 200 a 300 contêineres haviam sido perdidos totalmente do Svendborg Maersk, quando o navio foi apanhado no Golfo da Biscaia (situado entre a costa norte da Espanha e a costa sudoeste da França). No total foram em torno de 520 contêineres, 85% era de cc vazios, nenhum deles continha carga perigosa.

Foi considerado a maior perda de contêineres da história da Maersk Line, envolvido em um único incidente.

 

Dados do navio:

 

Nome: Svendborg Maersk 

IMO: 9146467

Indicativo: OZSK2

Ano de Construção: 1998

Construtor: Odense Staalskibsvaerft A/S – Munkebo, Dinamarca

Armador: A.P. Møller – Mærsk A/S – Copenhague, Dinamarca (A.P. Møller – Copenhague, Dinamarca)

Operador: Mærsk A/S – Copenhague, Dinamarca

Comprimento: 346,98 m

Boca: 42,80 m

Calado: 14,94 m

Arqueação Bruta (Gross): 92.198 t

Porte Bruto (DWT): 110.387 t

Capacidade: 9.578 Teus (817 reefers) 

Porto de Registro: Svendborg

Bandeira: Dinamarca Bandeira da Dinamarca

 

Fotos: Pilot Frans e Franela – Shipspotting.com

Fonte: Llolyd’s List Intelligence

Barca colide com barco de pesca em Santos

Uma barco de pesca afundou, no final da manhã desta sexta-feira, no Canal do Estuário, após chocar-se com barca catamarã Menina da Praia (LS-01) operada pela Dersa, que realiza o transporte de passageiros entre Santos e o distrito de Vicente de Carvalho em Guarujá. Segundo a Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), uma pessoa ficou ferida e foi levada às pressas ao Pronto Socorro Central de Santos.

O acidente ocorreu no final da manhã, nas proximidades do atracadouro da Praça da República, próximo à Alfândega do Porto de Santos. Peritos da CPSP apuraram que a colisão ocorreu devido à falta de visibilidade da LS-01 com a embarcação Laís III, que estava em sua frente no momento em que saia do cais. O comandante LS-01 alegou não ter visto o pescador.

O barco de pesca imediatamente afundou, fazendo com o que seu único tripulante, Claudiomiro de Moura, se jogasse na água. Ainda de acordo com a CPSP, o homem ficou ferido e foi levado para o hospital por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

Um Inquérito sobre Acidentes ou Fatos da Navegação foi instaurado pela Marinha. A Laís III permanece naufragada ao lado do atracadouro, mas não interfere no tráfego de embarcações. Da mesma forma, o catamarã, que estava transportando passageiros, não ficou danificado e permanece operando normalmente a travessia entre as margens do Porto.

 

Foto: Henrique Ferrinho – Reprodução

Fonte: A Tribuna On-Line

Marcos Dias encalha na Lagoa dos Patos

O navio graneleiro Marcos Dias da Companhia de Navegação Norsul, enfrentou mais uma problema. Desta vez encalhou na Lagoa dos Patos, RS.

O encalhe ocorreu no dia 26/01/2014 quando o navio demandava para Porto Alegre (RS) para atracar no cais Navegantes para o descarregamento de 12.000 t de sal a granel e desde então estava encalhado.

Marcos Dias em Porto Alegre, RS

O desencalhe ocorreu ontem 02/02/2014, com o auxílio dos rebocadores da Wilson Sons e da barcaça “Rio Grande do Sul” da Petrosul. Sua atracação no porto ocorreu hoje 03/02/2014.

Boa parte carga teve que ser transferida para a barcaça através dos guindastes próprios do navio, para facilitar seu desencalhe, onde a barcaça prosseguiu posteriormente para o destino para completar seu descarregamento.

O navio esteve recentemente em Santos entre os dias 18 e 24/01/2014 para o mesmo descarregamento.

 

Envolvido em outros acidentes

 

Não é a primeira vez que o navio enfrentou problemas.

 

  • 31/12/2007 – Navio parte de Vila do Conde (PA) com destino ao Rio de Janeiro (RJ), teve problemas na casa de máquinas e foi necessário ser rebocado até o seu destino.
  • 23/10/2012 – Navio enfrenta fortes ventos a caminho de Rio Grande (RS) quando na altura de São José do Norte (RS), os ventos fizessem com que o navio se chocasse contra o cais, causando danos na estrutura.
  • 31/12/2012 – Demandando de Santos para atracação no terminal da Usiminas, navio perdeu propulsão, governo e comunicação, se chocando com o navio ABML Eva e um portâiner da Libra Terminais, causando perda total deste equipamento(Leia a matéria completa aqui).

 

Foto: Carlos Oliveira

Fonte: VCV Esteio

Acidente envolvendo o navio Cosco Nagoya

Um acidente envolveu o navio porta-contâiner Cosco Nagoya, ocorrido na noite do dia 23/12/2013.

1944282194427519442811944273

O navio procedente de Roterdã, Países Baixos, seguia para Nova Iorque Estados Unidos, passando por uma tempestade, quando a 200 milhas náuticas (350 km) de Penmarch, França, 79 contêineres caíram no mar causado pela tempestade. Duas fileiras de contêineres ficaram esmagadas para o lado boreste causando uma espécie de “emaranhado de sucata”.

O navio foi desviado para Le Havre, França para descarregar as duas fileiras avariadas, ainda sem previsão para começar o descarregamento.

 

Dados do navio:

 

Nome: Cosco Nagoya

IMO: 9380271

Indicativo: 3ESJ8

Ano de Construção: 2008

Construtor: Samsung Heavy Industries Co Ltd – Goeje, Coréia do Sul

Armador: Korea Marinecraft Co Ltd – Busan, Coréia do Sul

Operador: COSCO Container Lines Co Ltd (COSCON) – Xangai, China

Comprimento: 260,04 m

Boca: 32,25 m

Calado: 12,60 m

Arqueação Bruta (Gross): 40.165 t

Porte Bruto (DWT): 50.687 t

Capacidade: 4.506 Teus (330 reefers) 

Porto de Registro: Panamá

Bandeira: Panamá Bandeira do Panamá

Antigos Nomes: Cosco Nagoya (10/2009) e Bunga Raya Enam (10/2010)

 

Fotos: Pascal Bredel – Shipspotting.com

Fonte: Paris Normandie