Libra Terminais bate novo recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.

O novo recorde é de 167,2 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lavras realizada na última segunda dia 17/02/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 1.088 movimentos entre embarque e desembarque. Procedente de Pecém (CE), suspendeu no dia seguinte, por volta das 09h com destino a Paranaguá (PR).

É mais um recorde registrado em menos de um mês no mesmo terminal e envolvendo o mesmo armador, a Maersk Line, superando o antigo recorde de 163,8 mph realizada na operação do navio Maersk Lins.

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

O navio possui 299,90 m de comprimento, 45,20 de boca e capacidade para transportar até 7.564 Teus em 1.707 tomadas refrigeradas.

 

Foto e adaptação de texto: Henrique Ferrinho – Reprodução

Fonte: A Tribuna

Libra Terminais bate recorde sul-americano de movimentações de contêineres no Porto de Santos

A Libra Terminais, registrou um novo recorde de produtividade de movimentações no Porto de Santos.

O novo recorde é de 163,8 movimentos por hora (mph) na operação do navio Maersk Lins realizada na última segunda dia 27/01/2014 cuja atracação ocorreu no ponto 35.2. Foram no total 992 movimentos e contou com seis ternos no primeiro período e quatro no segundo com média de 31 mph por terno.

É o terceiro recorde registrado, em menos de um mês no mesmo terminal e envolvendo o mesmo armador, a Maersk Line, superando o antigo recorde de 156,7 mph realizada na operação do navio Maersk Letícia.

O mph é um índice para mensurar a performance de um terminal de contêineres. Ele considera os movimentos realizados pelos portêineres durante a operação do navio – o embarque de um contêiner é contado como um movimento, assim como o desembarque e a colocação e a retirada das tampas dos porões dos navios.

Confira abaixo, as maiores movimentações por hora no Porto de Santos:

 

1. Maersk Lins – 163,8 mph – 27/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

2. Maersk Letícia – 156,7 mph – 20/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

3. Maersk Lirquen – 155,5 mph – 10/01/2012 – Santos Brasil – Tecon 2

4. Maersk Laberinto – 127 mph – 13/01/2014 – Libra Terminais – 35.2

 

Foto a adaptação de texto: Henrique Ferrinho

Fonte: A Tribuna

Cap San Lorenzo

Segue imagens do navio porta-container Cap San Lorenzo, demandando de Santos em sua segunda escala em 27/09/2013, para atracar no Tecon 3 da Santos Brasil para 3.433 movimentos de embarque, 146 movimentos de desembarque e 12 remoções.

É o terceiro de uma classe de dez navios, construídos pelo estaleiro Hyundai Heavy Industries Co Ltd – Ulsan (Coréia do Sul). Os primeiros navios da ckasse: Cap San Nicolas e Cap San Marco, já escalaram o Porto de Santos. O próximo navio da classe a atracar em Santos, será o Cap San Augustin, previsto para o dia 04/10/2013 no terminal da Santos Brasil.

Curiosamente já existiu outro navio com o mesmo nome entre 2001 e 2012 e era de propriedade da Hamburg Süd. Em outubro/2011 foi vendido para o armador Seachange Maritime LLC – Miami (FL, EUA) no valor de US$ 33,5 mi, porém continua sendo operado pela Hamburg Süd.

Em 10/09/2012 foi renomeado Cap Stewart, atual nome.

 

Antigo Cap San Lorenzo, atual Cap Stewart…

Antigo Cap San Lorenzo, atual Cap Stewart

 

Novo Cap San Lorenzo…

Nome: Cap San Lorenzo

IMO: 9622227

Indicativo: LXSQ

Ano de Construção: 2013

Construtor: Hyundai Heavy Industries Co Ltd – Ulsan, Coréia do Sul

Armador: Columbus Shipmanagement GmbH – Hamburgo, Alemanha

Operador: Hamburg Sudamerikanische Dampfschifffahrts Gesellschaft KG – Hamburgo, Alemanha

Comprimento: 333,20 m

Boca: 48,20 m

Calado: 14 m

Arqueação Bruta (Gross): 118.938 t

Porte Bruto (DWT): 124.479 t

Capacidade: 9.669 teus (2.100 reefers)

Porto de Registro: Luxemburgo

Bandeira: Luxemburgo Bandeira do Luxemburgo

 

Veja um pouco mais sobre os navios da classe, clicando aqui.

 

Fotos:

Rogério Cordeiro – Shipspotting.com

Henrique Ferrinho